10 dicas para evitar que o seu servidor fique offline e gere perda de faturamento

10 dicas para evitar que o seu servidor fique offline e gere perda de faturamento

janeiro 15, 2020 2 Por Consultoria Ciclum

Você sabe quanto dinheiro o Facebook perde quando fica fora dor um mísero minuto? A resposta pode te assustar um pouco. $ 123.792,00 aproximadamente. E eu estou falando de dólares, ok? Em um dia esse montante pode chegar a um valor absurdo de $ 178.260.870,00 dólares. Isso mesmo. Cento e setenta e oito milhões de dólares. Em outras palavras, tempo é dinheiro. E se você não está trabalhando, você está invariavelmente perdendo dinheiro.

É claro que são pouquíssimas as empresas do tamanho do Facebook que vão perder uma quantidade tão absurda quanto essa por deixarem de operar por um dia. Além do mais, o Facebook é um site. Sua rentabilidade depende exclusivamente de estar online na internet. Ou seja, ele não possui muitas formas de contornar o problema. Se a internet acabar ou se a eletricidade do mundo acabar, adeus facebook.

Mas esse não é o caso da maioria absoluta das empresas no mundo. É importante lembrar que a economia mundial é composta basicamente por pequenos negócios que empregam um número limitado de pessoas. O que não significa que esses negócios não possam ter uma perda significante de faturamento quando seus servidores ficam foram do ar.

Com isso em mente, veja agora 10 dicas para manter o seu servidor sempre online e estável e consequentemente evitar perda no seu faturamento.

  • Apenas pessoal autorizado

Em primeiro lugar o seu servidor não deve ser uma festa open bar. Apenas uma quantidade selecionada de pessoas pode ter acesso a ele para que assim as chances de erro humano sejam reduzidas e, mesmo se ocorrerem não ser difícil de identificar o culpado.

  • Obedeça os procedimentos de reinicialização

Após a manutenção do servidor a reinicialização é um passo frequentemente subestimado. Não é incomum os casos de procedimentos que foram feitos de forma incorreta e acabaram ocasionando algum grande problema.

  • A importância dos equipamentos redundantes de energia

Muitas vezes os servidores caem por motivos um pouco mais alheios a estrutura do escritório. Um desses motivos pode ser queda de energia. Portanto, é fundamental que o servidor esteja antes de mais nada ligado a alguma proteção contra essas quedas. Essa proteção é chamada de “fonte redundante de energia”.

Entre elas podemos citar o no-break. Caso o haja uma queda de energia, o no-break entra em ação e consegue fazer o equipamento permanecer ligado por mais algum tempo, evitando assim desligamentos incorretos e consequentemente corrupção de arquivos.

Todavia, é importante frisar que as baterias do no-break devem ser periodicamente substituídas para evitar algum problema com o equipamento.

  • Use um sistema de resfriamento adequado

Computadores esquentam. Notebooks esquentam. Qualquer aparelho elétrico produz calor. E o servidores? Não é diferente. Na realidade, eles conseguem esquentar até bem mais do que o normal, e por isso mesmo é imprescindível que tenham um sistema resfriamento adequado. E que esse sistema de resfriamento seja monitorado para que não falhem em um determinado momento pondo em risco o servidor.

  • Sempre agende as manutenções

Se você não quer passar pela situação de o seu servidor ficar fora do ar, algo que você pode evitar é uma manutenção não planejada. Mas como se evita isso, já que como o próprio nome diz, é algo que não foi planejado, ou seja, aconteceu por um imprevisto?

Muitas vezes acaba sendo necessário fazer alguma mudança no servidor, ou trocar alguma peça de equipamento de rede e, por mais que seja possível fazer isso sem muitos problemas enquanto o servidor estiver funcionando normalmente, às vezes o pior acontece e você se depara com consequências inesperadas, o que resulta em seu servidor ficar fora do ar.

Resumindo: planeje com alguma antecedência se possível, exatamente quando será feito a manutenção no servidor.

  • Mantenha hardware sempre atualizado

Essa dica é crucial. Não dá para trabalhar com segurança se o seu servidor estiver instalado em Hardwares desatualizados. E não adianta dizer que não há dinheiro para fazer um update, pois muitas vezes o custo e o risco de manter um equipamento obsoleto é muito maior do que o de uma atualização.

  • Monitoramento

Quando o pior acontece não adianta chorar sobre o leite derramado. Se você não estiver monitorando a situação dos seus servidores diariamente, ou não tiver uma equipe ou alguém para fazer isso, você estará correndo riscos.

  • Proteção contra ciberataques

Um dos principais cuidados que você precisa tomar para evitar que seu servidor fique offline com a proteção contra invasões de hackers. Um antivírus atualizado é importantíssimo, e sempre é claro, verificar com a sua equipe de TI se não há nenhuma brecha nos sistemas ou servidores que poderiam facilitar uma invasão.

  • Utilize extintor de pó químico

E se o seu servidor físico pegar fogo? Às vezes não importa o cuidado que temos, o pior acontece. Bem, neste caso, o sistema correto de combate a incêndios para ser utilizado com computadores é o pó químico. Água iria danificar os equipamentos na mesma media em que apagasse o incêndio. Agora pense em um servidor encharcado. Se você já teria problemas por causa do incêndio em si, imagine se o servidor for danificado a um ponto que seja extremamente demorado o reparo. Ou a um ponto que nem seja possível de fato?

  • Saiba como fazer os processos manualmente

Mas digamos que o servidor caia e você não pode fazer nada. O fato é que muitos processos que são automatizados por sistemas instalados nele podem acabar se tornando inviáveis de ser executado, o que por sua vez leva a ociosidade do empregado e consequentemente perda de dinheiro.

Entretanto, dependendo de qual é esse processo, às vezes é algo que pode perfeitamente ser executado com caneta e papel. Por isso é importantíssimo que o seu empregado entenda a teoria do que ele faz para que ele consiga achar uma solução alternativa em uma eventual queda de servidor.

Obviamente que na maioria das vezes isso não será possível, visto a nossa crescente dependência de servidores e aplicações online.

E aí? Gostou? Talvez você se interesse por este artigo Como se prevenir de uma Invasão hacker

Você ficou com alguma dúvida em relação ao assunto que abordamos ao longo deste artigo? Então, compartilhe-as conosco — ou mesmo suas experiências no assunto — no campo de comentários deste post!

Continue nos acompanhando para receber mais conteúdo como esse. Nos acompanhe em nossa rede social Facebook e Linkedin

Equipe Ciclum