A verdade que ninguém te contou sobre a perda de produtividade por causa de uma rede lenta

A verdade que ninguém te contou sobre a perda de produtividade por causa de uma rede lenta

janeiro 15, 2020 0 Por Consultoria Ciclum

Então mais um dia de trabalho na sua empresa se inicia. E você chegou no horário certo, bateu seu ponto e sentou-se confortavelmente a sua mesa. Café tomado, mesa organizada e agora você está a apenas alguns cliques de abrir o sistema que você utiliza para trabalhar. No entanto, uma desagradável surpresa o aguarda: o servidor ainda está atualizando.

Um servidor que ainda está passando por atualização, fazendo backup, ou que simplesmente se encontra fora do ar, é o tipo de problema que nós podemos encontrar comumente em nossa atualidade informatizada e tecnológica. E é curiosamente também um problema que não existia antes do advento da internet.

Isso significa que se quisermos evitar esses problemas, bastaria que ficassemos offlines, não é mesmo? Bem, quem dera fosse tão simples assim. Trabalhar sem estar conectado a internet é algo que simplesmente não faz mais sentido atualmente.

Hoje nós somos dependentes da internet e conexões com servidores internos e externos, isso significa que no momento que eles falham ou simplesmente não funcionam com 100% da suas capacidades, duas coisas acontecem a) perdemos a nossa paciência e b) temos perda de produtividade.

Talvez você nunca tenha relacionado a baixa produtividade a um servidor lento (ou mesmo um computador lento), mas essa correlação existe e pode perfeitamente ser calculada.

Tempo perdido

Essas são as conclusões que um estudo feito pela Oxford Economics e a Nimble Storage com 3000 usuários de computadores, chamado “Mind the Gap”, chegou. Os seguintes pontos são importantes, prestem atenção.

  • 76% dos trabalhadores reclamaram que usar tecnologia antiquada os fazia ter perda de produtividade, ou de não conseguirem utilizar o verdadeiro potencial que possuíam.
  • O IT Pro Portal estima que só nos Estados Unidos as empresas percam anualmente algo em torno de 7,5 bilhões de dólares em detrimento a produtividade arrastada de um funcionário lidando com tecnologia ultrapassada, servidores lentos e etc.
  • O trabalhador médio perde em torno de 48 minutos diários por dia de produtividade em detrimento a tecnologias ultrapassadas, servidores lentos e etc. Nos estados unidos isso equivale a quase 10% da jornada de trabalho.

Você acha que 48 minutos não são muito? Então faça os cálculos. O trabalhador médio brasileiro tem uma jornada oficial de 44 horas semanais. Em um mês de exatas 4 semanas, isso significa 176 horas de trabalho por mês em 20 dias.

Se em cada dia ele perde 48 minutos de produtividade por causa de uma tecnologia lenta, de um servidor lento, de um computador com problemas, isso equivale a 960 minutos por mês de desperdício.

Isso é mais ou menos 2 dias inteiros de trabalho em uma jornada de 8 horas por dia. É como se houvesse 5 finais de semana em um mês de 28 dias. Como já dizia Renato Russo, “não temos mais o tempo que passou”.

E a realidade é que nem o próprio usuário quer passar pela situação de ficar esperando um aplicativo carregar, um servidor atualizar ou uma rede de dados se estabilizar. A pessoa que trabalha com um computador se tornou extremamente a intolerante a lentidões e sente isso é detrimental para perda produtividade.

Naquele mesmo estudo aponta-se o dado de que tanto os milennials como os baby-boomers (gerações de pessoas que nasceram em décadas diferentes) acham que esperar de 3 a 5 segundos para um programa ou um site carregar é muito.

Mas nem tudo está perdido. A maioria desses problemas pode ser evitado se você e a sua equipe de TI estiverem sempre monitorando a estrutura informática dos seus equipamentos, e principalmente do seu servidor. E falando em servidor, vamos falar sobre essa peça que é fundamental para um bom funcionamento de um local de trabalho.

O que pode causar a lentidão de um servidor?

Existem muitos fatores que podem ser considerados como os causadores da lentidão de um servidor. Ou até mesmo um computador normal. Vamos listar alguns e comentar brevemente sobre cada.

  • Malwares
  • Aplicações ineficientes
  • Tráfego elevado
  • Hardware ultrapassado
  • Superaquecimento

Malware

É evidente que um computador, ainda mais um servidor, poluído de malwares não será capaz de funcionar em sua plena capacidade. Tanto é que a solução é até bem simples: faça varreduras completas e periódicas com o melhor antivírus disponível. O seguro morreu de velho, não é o que dizem?

Aplicações ineficientes

Às vezes, no entanto o problema está nos softwares escolhidos. Uma aplicação específica que esteja apresentando lentidão. E isso é particularmente ruim se, por exemplo, essa aplicação for essencial para o seu trabalho. Por isso é sempre pontual haver um controle de qualidade em relação aos programas e aplicações a serem utilizados. Ah, o sistema operacional também pode fazer toda a diferença. Você já experimento o Linux, por exemplo?

Tráfego elevado

Também não é possível negar que todo servidor tem uma limitação. Se essa limitação for excedida, lentidões começarão a acontecer. Não tem como saber exatamente a capacidade que um servidor tem para executar as operações que lhe são pedidas, portanto, a melhor solução é a prevenção, ou seja, que haja sempre um monitoramento do tráfego para entender o motivo de qualquer elevação.

Hardware ultrapassado

Essa é bem simples de entender. Se a sua máquina tiver equipamentos ultrapassados, processadores antigos, pouca memória RAM, uma HD pequena e outros componentes que já tenham passado da sua vida útil, está mais do que na hora de investir em novas peças.

Superaquecimento

Outro problema fácil de ser identificado e resolvido. Se o servidor estiver em um local inadequado e sem ventilação, ou se não tiver um sistema resfriamento apropriado, a temperatura dele afetará drasticamente a sua performance e pode causar problemas ainda maiores.

Dá para recuperar a produtividade perdida?

É certo que não existe um funcionário que vá conseguir ser produtivo 100% do tempo, as pessoas se distraem, isso é normal. A menos que você contrate um robô. Mas levando em consideração que robôs ainda não sejam seres sentientes o suficientes para assumirem o lugar de um humano capaz de tomar decisões, a perda de produtividade é inevitável. O que é evitável, todavia, é que ela não aconteça em detrimento de um hardware, software ou redes ruins e lentas.

Temos duas sugestões de leitura para voce:

E aí, gostou? Conta pra gente aqui nos comentários o que a sua empresa vem se fazendo para evitar a perda de produtividade!

Continue nos acompanhando para receber mais conteúdo como esse. Nos acompanhe em nossa rede social Facebook e Linkedin

Equipe Ciclum