Como o mercado está investindo em segurança dos dados?

Como o mercado está investindo em segurança dos dados?

janeiro 15, 2020 0 Por Consultoria Ciclum

Ano após ano vemos um vertiginoso crescimento do ramo da segurança de dados, ou cibersegurança, se preferir. A média anual mundial de crescimento nesse mercado é algo em torno de 8%. E esse é dado bastante relevante e animador, pois é indicativo de que as empresas e as pessoas em geral estão cada vez mais preocupadas com a segurança de seus dados.

E quando falamos de empresas, isso deve ser sempre uma prioridade, afinal de contas, manter dados pessoas de seus consumidores e clientes é uma responsabilidade muito grande, é o tipo de informação que se vazada pode gerar uma série de graves situações. É preciso ser muito responsável com as informações alheias.

Contudo, há outro detalhe que precisa ser explorado. Se por um lado esse crescimento em investimento mostra que as pessoas estão mais preocupadas, uma das razões, por sua vez, se deve ao aumento vertiginoso no número de ciberataques, que também cresce a cada novo ano em número e sofisticação.

De acordo com uma pesquisa britânica de 2017, a média de ciberataques em empresas do Reino Unido foi de 633 por dia. No ano uma empresa britânica sofreu em média 231.028 ataques. E isso é um dado igualmente preocupante.

Motivos para o investimento

Uma das principais razões para se investir em uma boa estrutura de segurança de dados, seja para uma empresa pequena ou grande, é para evitar o vazamento de informações importantes sobre os dados da empresa e sobre os seus clientes.

Não é raro vermos no noticiário que grandes empresas foram invadidas por hackers e tiverem os seus bancos de dados expostos, e as informações de seus milhões de clientes vazadas.

E isso é algo relevante de se considerar, pois nos faz perceber que, se uma grande empresa multibilionária está sujeita e vulnerável a ciberataques, como podemos achar que pequenas empresa estão seguradas? Resposta curta: não estão.

O investimento na segurança de dados deve ser constante e extremamente consciente.

Quanto mais seguras as informações que uma empresa detém estiverem, menores as chances de acontecer algum vazamento que vá prejudicar não apenas financeiramente, mas também a imagem da empresa.

E uma empresa que tem as suas informações vazadas não é uma empresa confiável para se fazer negócios. E isso é muito pior que simplesmente perder um cliente porque a concorrência ofereceu um preço melhor.

Se você perde a confiança do cliente, você muito dificilmente o terá de volta. Agora imagine se isso acontece em escala global dentro de uma empresa? Isso pode literalmente significar o fim do empreendimento.

Quanto investir?

Investir em cibersegurança não é algo tão simples. Não é apenas uma questão de ter dinheiro, mas também de administração. Muitos podem pensar a princípio que é só destinar uma porcentagem do faturamento anual da empresa para a área de T.I e pronto, assunto resolvido. Na pior das hipóteses, apenas aumente esse porcentagem. Não é mesmo? Errado.

Para gerir uma empresa é necessário pensar em todos os seus gastos mensais e os ter perfeitamente quantificados. No caso da segurança de dados, o seu investimento deve ser também baseado em cálculos.

Primeiramente é necessário fazer uma avaliação de risco minuciosa para saber qual seria o pior cenário possível caso acontecesse alguma coisa com os dados que a empresa guarda. Com esse número em mente você saberá exatamente o quanto deve investir.

A importância em fazer isso é pela priorização da saúde financeira da sua empresa, pois não adiantaria de nada você gastar rios de dinheiro anualmente que estariam sendo jogados no lixo, pelo fato de a sua empresa não ter o volume suficiente de informações e produções de dados e, portanto afetando a eficiência de todas as demais operações da companhia.

E claro, também pode acontecer a situação inversa, você simplesmente não estar investindo dinheiro suficiente e colocando em risco toda a sua operação.

E não é nenhum pouco provável que você vá querer passar por qualquer uma das duas situações, não é?

Tendência

No final das contas, investimento em dinheiro apenas não é o suficiente. Existe toda uma cultura que precisa ser repensada. Já passamos do tempo em que a preocupação com a segurança cibernética era considerado uma barreira para o progresso. Todos que de alguma conforma contribuem com a existência da empresa precisam entender a importância que existe na segurança dos dados que a própria empresa produz.

É preciso dar treinamentos, dar exemplos, encorajar a todos os colaboradores a serem cuidados em relação ao que fazem quando estiverem acessando a internet. A verificarem os e-mails que recebem, nos sites em que se cadastram, nos arquivos que baixam e instalam. Deixar bem claro a eles quais são suas limitações.

Enfim, isso não é algo que deve ser uma preocupação exclusiva do departamento de TI, ainda mais se o seu objetivo é economizar, otimizar e se assegurar de que está tudo funcionando corretamente.

Quer complementar este artigo com as suas próprias experiências em investimento em segurança de dados? Então, deixe um comentário, logo abaixo, e ajude-nos a ampliar a discussão sobre um assunto que é de interesse de todo tipo de empreendedor e profissionais do setor!

Continue nos seguindo em nossas redes sociais Facebook e Linkedin

Equipe Ciclum