Como prevenir o problema de perda de clientes por ocorrências no ambiente de TI

Como prevenir o problema de perda de clientes por ocorrências no ambiente de TI

janeiro 15, 2020 0 Por Consultoria Ciclum
Spread the love

Se alguma vez você já se viu na situação de ter que dizer para o seu cliente que você não podia atendê-lo naquele momento porque o sistema estava fora do ar, ou porque você estava sem internet, então você sabe o que é uma ocorrência na área de TI.

E ter que dizer isso para o cliente não é exatamente algo muito convidativo ou que transpareça muita confiança. Pelo contrário, se é uma ocorrência corriqueira, as chances de você perder o cliente porque ele simplesmente perdeu a paciência de trabalhar com você, são altas. E você não vai querer isso, não é?

Se você quer evitar perda de clientes por ocorrências no ambiente de TI, veja agora algumas sugestões que você pode seguir.

Monitore a gestão e os ativos da empresa

Para se evitar boa parte dos problemas que podem ocorrer na TI, a primeira coisa a ser feita é um inventário de softwares e hardwares para que assim possa se compreender quais são os requisitos mínimos para a infraestrutura do negócio funcionar.

Também é preciso catalogar os recursos como aplicativos, sistemas e demais componentes que são usados pela empresa de forma mais prioritária.

Mas para que isso seja feito, é necessário que haja um estudo por um especialista, ou um projeto de consultoria em TI, com o propósito de fazer a avaliação desses detalhes e não só evitar problemas com a sua TI como também, consequentemente, aumentar a produtividade geral.

E é fundamental que especialistas em TI façam isso, pois eles possuem ao seu dispor ferramentas automatizadas para alertá-los sobre os problemas que podem vir a ocorrer. Problemas como:

  • Falta de internet
  • Queda de estações de trabalho
  • Que de servidores
  • Oscilação de tráfego de dados
  • Queda de energia
  • Desempenho da infraestrutura do TI
  • Indisponibilidade de aplicações como e-mail, componentes de segurança, sistemas e outros 

Monitore também as aplicações e os sistemas

Outro ponto que precisa ser martelado na hora da monitoração é em relação a as aplicações como programas de uso diário e de sistemas, tais como os operacionais ou sistemas integrados de trabalho.

E isso é algo que até você pode fazer, não precisa ser necessariamente uma equipe de TI. Basta pesquisar na internet quais são as versões mais recentes dos softwares que você utiliza diariamente.

No entanto, é preciso mencionar que algumas atualizações de aplicações requerem uma algumas adaptações e scripts de criptografia com o intuito de manter a compatibilidade com o sistema operacional e otimizar a segurança na área de TI.

E não é demais frisar que todos os programas e sistemas que empresa faz uso necessitam passar por avaliações continuadas e estarem sempre atualizados para evitar que se crie vulnerabilidades pelas quais hackers se aproveitarão para invadir.

Outro ponto chave é o licenciamento das aplicações. Se você acha que vai economizar dinheiro utilizando versões pirateadas, saiba que fiscalizações existem e podem perfeitamente ocorrer com você. E se você for pego em uma fiscalização, a multa a ser paga pode equivaler ao fim do seu negócio, dependendo de qual aplicação for.

Isso sem nem mencionar que programas pirateados não possuem as atualizações de segurança e funcionam de uma forma muito mais duvidosa e eficiente, pondo em risco toda a operação da empresa.

Mas se você quer saber com mais exatidão as aplicações que precisam estar sempre atualizadas, veja a seguir alguns exemplos:

  • Pacote Office
  • Antivírus
  • Aplicativos de transações bancárias
  • Componentes de segurança

Tenha políticas de segurança e privacidade

Em uma empresa é normal que todos os colaboradores tenham acesso e constantemente se utilizem de arquivos que estejam compartilhados na rede, com a intenção de atender a alguma solicitação de um cliente.

O problema é que, para que isso não vire uma bagunça, é necessário haver permissões diferenciadas para determinados usuários a respeito de quais arquivos ou pastas da rede ele poderá acessar.

Isso pode não parecer grande coisa a princípio, porém, pode evitar muitos problemas futuros de responsabilidade.

Se você não quer perder clientes porque um determinado arquivo importante foi apagado e você simplesmente não sabe quem foi que fez isso, defina quem tem acesso ao que.

Geralmente, uma boa medida é fazer isso por departamentos. Um departamento não terá acesso a pasta do outro departamento e vice-versa.

Se puder, invista no backup em nuvem

O backup em nuvem consiste em fazer uma copia das informações do seu negócio, do seu servidor, para uma área segura da internet, onde todas as informações ficarão guardadas online e poderão ser acessadas sempre que necessário, com uma grande facilidade.

Veja algumas vantagens de se investir em soluções de backup em nuvem:

  • Backup completo e incremental (Não sabe o que é isso? Veja aqui)
  • Criptografia, compactação e segurança dos arquivos
  • Restauração muito mais rápida de dados e configurações de servidores
  • Agendamento de backup estratégico
  • Flexibilidade na restauração de arquivos

Ainda tem alguma dúvida?

Se você quer evitar a perda de clientes por causa de algum problema na sua área de TI, você precisa, antes de mais nada, se prevenir contra eles, pois, por mais que você não possa prevê-los, se você tiver os equipamentos certos e as rotinas corretas, você certamente será capaz de contorná-los com muita facilidade quando eles eventualmente vierem a acontecer.