Como funciona um servidor Linux?

Como funciona um servidor Linux?

fevereiro 17, 2020 0 Por Consultoria Ciclum

Se você tem uma empresa ou trabalha em uma, certamente você conhece a importância que existe no servidor interno. E existem muitos modelos de servidores disponíveis baseados em sistemas operacionais como o Windows, MACos, Android e o Linux. No caso, este artigo tem a intenção de explicar para você como o Linux funciona, quais são as principais diferenças entre ele e seus concorrentes e suas vantagens e desvantagens.

É sempre bom lembrar que o Linux já existe há muito tempo, quase há tanto tempo quanto seus concorrentes mais famosos, como o Windows. E mesmo assim existem alguns pontos que ainda continuam obscuros para a maioria das pessoas, principalmente as mais leigas no assunto informática.

O que é um servidor?

Primeiramente é necessário explicar o que é um servidor e qual é o seu propósito de existência. Um servidor é um computador central ou software que serve como uma espécie de fornecedor de serviços para todos os outros computadores que estão conectados a ele. E estes serviços podem ser o compartilhamento e armazenamento de arquivos diversos incluindo correio eletrônico e programas.

Geralmente é no servidor que fica armazenada toda a informação do ambiente do trabalho que, teoricamente está mais segura do que se estivesse partilhada individualmente entra cada máquina. Programas e aplicações também podem ser instalados no servidor e posteriormente compartilhados para as outras máquinas.

O servidor, portanto existe para facilitar a vida de um ambiente de trabalho e agilizar determinados processos que de outra forma tomariam muito tempo e talvez acabassem pecando quanto a segurança da execução.

No entanto, também é verdade que se o servidor passar por algum problema (independente se for físico ou lógico), tudo que depender da sua estabilidade será afetado. E atualmente a maioria das empresas depende de um servidor. E isso pode ser a receita para grandes problemas caso você não tenha uma solução confiável de servidor, ou não tenha adotado processos para mantê-lo seguro e estável.

Os principais diferenciais do Linux

Se compararmos o Linux ao seu principal concorrente, que são os servidores Windows existem algumas diferenças bem marcantes que precisam ser mencionadas.

  • Maior segurança – o servidor Linux é conhecido por ser uma solução mais segura. Isso se deve ao seu código aberto que permite a edição, aprimoramento e atualização por qualquer pessoa que souber fazer isso.
  • Menor investimento financeiro – se comparado ao Windows, os servidores Linux são extremamente muito mais baratos. Para você ter uma ideia, muitas dos SOs para usuários domésticos são gratuitos.
  • Maior flexibilidade – tanto os sistemas operacionais quanto os servidores Linux arrematam uma vantagem bastante interessante, que é o fato de que são muito mais personalizáveis do que o Windows. Dependendo da sua necessidade é possível desenvolver uma solução específica para ela.

Vantagens e desvantagens

Agora vamos fala especificamente das vantagens e das desvantagens de um servidor Linux.

Custo-benefício

Este aspecto já foi mencionado na seção anterior, mas vale relembrar. Se você quer economizar dinheiro e este é o seu único critério (o que não é o certo), um servidor Linux certamente vai ser capaz de lhe trazer uma boa economia, ainda mais se a comparação for direta com o Windows.

Gerenciamento do SO

Agora um ponto bastante controverso e que se bate bastante na tecla é em relação à interface do Linux. Se comparado ao Windows, esta não é muito amigável e de fácil utilização para usuários novatos e sem conhecimento de programação. O fato é que se você quiser gerenciar o sistema operacional do Linux você obrigatoriamente terá que fazer isso por linhas de comando, como se fosse o DOS, lembra? Já no Windows existe uma interface bastante intuitiva.

Compatibilidade com tecnologias e serviços

O Linux apresenta uma grande compatibilidade com tecnologias e serviços em geral, todavia, é preciso deixar bem claro que essa compatibilidade não é 100%. Algumas soluções precisam ser alcançadas com programas e aplicativos alternativos desenvolvidos exclusivamente para ele. Inclusive, o Linux como sistema operacional doméstico é conhecido por não ser possível rodar a maioria dos jogos.

Linguagem de programação, servidor de banco de dados e servidor web

Esses aspectos são importantíssimos na hora de escolher o melhor servidor. E eles dizem respeito a compatibilidade do servidor com estas linguagens e serviços. No caso, em relação à linguagem de programação, por exemplo, um servidor Linux é compatível com basicamente todas. Em contrapartida, cabe a ressalva de que pelo fato dessas linguagens não terem sido projetadas para o ambiente Linux, a estabilidade apresentada não é a mesma do que a de um ambiente Windows.

Em relação a sua função como servidor de banco de dados, o único revés passível de comentário é que o Linux não suporta o serviço Microsoft Access. E o Microsoft SQL Server é suportado apenas parcialmente.

E sua função como banco de dados também possui uma limitação parecida, que é o fato de não suportar o servidor web Microsoft IIS. O que de maneira geral não é um problema já que o servidor web mais utilizado é Apache, perfeitamente suportado pelo Linux.

Segurança, privacidade e atualização

E para concluir, voltamos ao assunto da segurança. O servidor Linux é considerado mais seguro do que os concorrentes, ainda mais o Windows. Há aqueles que digam que o Windows também é bastante seguro, mas na prática um hacker terá muito mais dificuldade de invadir um servidor Linux do que um Windows. Não que ele não possa conseguir, mas geralmente se isso acontece foi por alguma falha humana.

Mas a segurança apresentada também não é para menos, pois como já explicado, o Linux é um sistema de código aberto e por causa disso, atualizações e aprimoramentos ocorrem com mais facilidade e velocidade. Sem contar que o Linux conta com inúmeros mecanismos de defesa, sendo que o seu mais conhecido é a possibilidade de definir permissões de acesso com senha.

No final, quando se coloca na ponta do papel, vemos que o Linux apesar de algumas limitações aqui e ali, consegue ser um servidor muito mais confiável e seguro.

Separamos dois artigos para você se aprofundar no assunto:

Ainda possui alguma dúvida?  Entre em contato com nossa equipe. Nossos profissionais estão prontos para te atender.

Quer agendar um diagnóstico, sem compromisso, da sua rede. Você só precisa:

  • Estar localizado na região metropolitana de São Paulo
  • Preencher o formulário de agendamento

Equipe Ciclum